Leitura - 3min

A importância da arte para as crianças pequenas

Por meio de atividades artísticas, elas expressam sua visão de mundo e desenvolvem a criatividade

Uma cena muito comum em qualquer lar onde vivem crianças são folhas de papel com desenhos grudados na porta da geladeira e nas paredes. Para elas, não existe um padrão a ser seguido, apenas uma vontade e um impulso nato de manifestar suas percepções do mundo que ainda está em construção. Por meio da expressão artística, as crianças são capazes de comunicar sentimentos e desenvolver a criatividade.

Toda a criança tem um interesse natural pela arte e a comunica de forma livre, seja por meio de desenhos, pinturas, dança ou música, por exemplo. O fazer artístico atua em diversas habilidades, ajudando a aguçar a percepção dos cinco sentidos e estimular a curiosidade pela escrita. Esses e outros fatores exercem estímulos para a capacidade de compreender o mundo e expressar o que vivenciam, interpretando a realidade que as cerca.

Os primeiros seres humanos já registravam desenhos em cavernas, antes mesmo de desenvolverem a fala. Era por meio dos rabiscos que eles manifestavam a sua impressão do cotidiano e do mundo. Ao desenhar, os movimentos feitos com o lápis, o giz de cera ou o pincel treinam habilidades que serão necessárias para a escrita.

A professora de arte-educação Elisa Cordeiro destaca que as artes oferecem ao aluno a possibilidade de criar estruturas de pensamento. “Nesse processo, podem acontecer conexões com outras áreas de conhecimento, como a matemática, que, assim como a arte, é uma abstração”, diz Elisa. Nesse sentido, ela ressalta a importância de o professor saber que não se trata somente do desenho pelo desenho, mas que ele é uma ferramenta de expressão e compreensão de mundo.

A prática artística favorece o reconhecimento que a criança tem de si em relação aos outros. Desde a escolha de formatos, tamanhos e cores nos desenhos, por exemplo, indicam que as informações vêm sendo absorvidas e interpretadas pelos cinco sentidos.

A sensibilidade e capacidade de organização são aguçadas quando a criança cria um personagem com determinadas características. Ela reflete o outro na sua identificação com o mundo que a cerca. Assim, quando as crianças rabiscam um papel estão exercitando habilidades que vão contribuir para a aprendizagem formal, mais tarde.

Toda vez que você perceber seu filho rabiscando em um papel ou até pelas paredes da casa, tenha em mente que ele está exercitando habilidades que facilitarão sua aprendizagem formal mais tarde. Por isso, é importante oferecer os mais diversos materiais, com diferentes cores e texturas, para que a criança possa criar, se expressar e se entender como ser humano.

Noticias Relacionadas:

Outras noticias relacionadas à: Infância

Deixe aqui suas sugestões, elogios ou críticas