Leitura - 2min

Atividades complementares ajudam no desenvolvimento e desempenho escolar

Ter uma rotina dinâmica contribui para fixar o conteúdo repassado em sala de aula

Como melhorar o desempenho escolar?

Frequentar a escola pode representar muito mais do que estar presente em sala de aula, assimilando os conteúdos formais do currículo. Além de contribuir para o funcionamento do corpo e da mente, manter uma rotina que inclua outras atividades dentro do ambiente escolar beneficia a memória e a atenção, fatores que favorecem um bom desempenho escolar.

Esporte, dança, jogos, luta, ginástica e teatro são algumas das opções que não só são capazes de deixar as crianças mais concentradas, como podem ser ótimas ferramentas para ajudar os alunos na fixação dos conteúdos repassados pelos professores.

Essa relação se torna possível a partir de neurotransmissores, como a endorfina e a serotonina, que são liberadas pelo organismo logo após a realização de atividades físicas, e que provocam sensação de bem-estar e relaxamento, favorecendo o funcionamento mental.

Facilita a aprendizagem

Os exercícios estimulam a produção de novos neurônios e o aumento da atividade cerebral, contribuindo na regulação de ansiedade e níveis de estresse, que podem ocorrer em períodos de avaliações e vestibulares. Como explica o coordenador do Núcleo de Atividades Complementares da Rede Marista de Colégios, Ronaldo Alfredo Cerda Muñoz, outros benefícios incluem a habilidade de perseverar e enfrentar desafios em possíveis frustrações em apresentações, campeonatos e festivais, por exemplo.

“O aluno fisicamente ativo pode ter mais facilidade de aprendizagem, além de ter um raciocínio veloz e maior capacidade de concentração e memorização”, avalia Muñoz. Ele lembra que é importante destacar que as atividades complementares estimulam o desenvolvimento integral. Isso porque a prática de uma modalidade envolve a aquisição de habilidades físicas e sociais, valores, conhecimentos, atitudes e regras, ou seja, aspectos fundamentais para o convívio em sociedade.

É fundamental lembrar que as atividades físicas precisam ser desenvolvidas respeitando a faixa etária, com intensidades e durações específicas para cada idade. Assim, a criança vai usufruir ainda melhor delas. Com variedade de opções e indicação correta, é possível aprimorar o desenvolvimento humano com qualidade e saúde.

Noticias Relacionadas:

Outras noticias relacionadas à: Marista Lab

Deixe aqui suas sugestões, elogios ou críticas