Adolescência

Estresse em adolescentes: como ajudar

Share on whatsapp Pinterest LinkedIn Tumblr

Confira dicas de como apoiar e acolher seu filho adolescente em momentos de estresse

Embora os adolescentes ainda não precisem se preocupar com várias questões que fazem parte da vida adulta, eles estão expostos a uma série de outros estímulos e cobranças que podem pesar muito no dia a dia. Decidir qual caminho profissional seguir, lidar com as expectativas da família e com os padrões aos quais sempre são comparados, podem ser complicadas e estressantes nessa fase.

A família deve estar sempre atenta ao comportamento dos filhos e observar se existe alguma mudança brusca nessa rotina. 

“Ficar muito no quarto, se isolar exageradamente, inclusive da família, pode ser um indício de que algo não vai bem”, observa a coordenadora de Ensino Médio do Colégio Marista Cascavel, Luciana Faria.

Como ajudar o adolescente neste momento?

Os pais conhecem os seus filhos como ninguém e normalmente percebem quando eles podem estar passando por alguma situação que precisa de acompanhamento. O desafio é oferecer um ombro amigo quando, muitas vezes, o adolescente tem dificuldade para se abrir com os pais, seja porque não se sente à vontade ou porque acha que será cobrado.

Se existe a suspeita de que o adolescente está passando por alguma situação estressante, primeiro proponha uma conversa tranquila, se colocando como alguém em quem ele pode confiar. Também é importante evitar cobranças e julgamentos. 

“Eles podem se isolar ainda mais se essa cobrança for frequente”, alerta a coordenadora. 

Paralelo a isso, os pais precisam sempre acompanhar o rendimento escolar, como está a alimentação e a qualidade de sono. Uma sugestão é manter um relacionamento próximo com a escola, dialogando sempre com professores e orientadores, que podem ajudar a identificar eventuais problemas. Afinal, tudo isso pode influenciar no bem-estar e impactar diretamente na saúde psíquica e emocional do adolescente. 

Confira estratégias que podem ajudar o adolescente a manter o estresse sob controle: 

Dormir bem: o sono é essencial para o bem-estar físico e emocional. Os especialistas recomendam de 8 a 10 horas por noite, já que uma noite bem dormida é essencial para manter o estresse sob controle. Para garantir um sono tranquilo, evite o uso de telas à noite e até mesmo manter dispositivos digitais no quarto.

Praticar atividade física: os exercícios são calmantes naturais para pessoas de todas as idades. No caso dos adolescentes, a indicação é de pelo menos 60 minutos de atividade física por dia. 

Conversar: desabafar sobre situações estressantes com um adulto de confiança pode ajudar a colocar as coisas em perspectiva e encontrar soluções. Torne a conversa um hábito desde a infância.

Tirar tempo para descansar: é preciso dar ao adolescente tempo livre para fazerem o que estão com vontade. Por isso evite preencher a agenda do seu filho com atividades em excesso. Encontre um equilíbrio saudável entre os compromissos e tempo livre.

Escrever o que sente: passar para o papel sentimentos e situações do cotidiano pode ajudar a melhorar o bem-estar e ainda se tornar um diário para perceber, ao longo do tempo, a sua evolução. 

Investir na meditação: meditar e praticar a atenção plena ajudam a trazer tranquilidade, a focar no que é essencial e reduzem a ansiedade.

Os comentários estão desativados.