Adolescência

Como cuidar da saúde mental dos adolescentes?

Share on whatsapp Pinterest LinkedIn Tumblr

Manter a interação social, mesmo que por meio da tecnologia, é importante para evitar prejuízos emocionais causados a pandemia

Um ponto que precisa de atenção neste Dia do Adolescente (21 de setembro) é a saúde mental. Especialmente no período da pandemia houve um aumento no número de jovens com ansiedade e depressão. Então como cuidar da saúde mental dos adolescentes? Uma pesquisa nacional do instituto Datafolha, em parceria com a Fundação Lemann, o Itaú Social e a Imaginable Futures, revela que 74% dos adolescentes se sentem mais tristes, ansiosos ou irritados.

O distanciamento social contribui para o aumento na ansiedade ao passo que nos deixa apreensivos e tensos, como se estivéssemos nos preparando para algo de ruim que pode acontecer a qualquer momento.

“O cenário se agrava ainda pela restrição a outras atividades e distrações, o que faz ‘sobrar’ energia para se sentir ansioso”, explica o psicólogo Pedro Braga Carneiro, especialista da área de Educação Básica do Grupo Marista.

Como cuidar da saúde mental?

É importante lembrar que a saúde mental é tão relevante quanto a saúde física, mas muitos se esquecem disso. Um braço quebrado, por exemplo, é um sinal evidente de que é preciso de gesso e tempo para a cura. Mas nem sempre é tão fácil identificar problemas no nosso cérebro.

Na medida das nossas possibilidades, é interessante tentarmos estabelecer pelo menos alguns marcadores de rotina que podem contribuir para aumentar o bem estar, como tempo para dormir bem, lazer, atividades domésticas e estudo. Mas é importante, lembra o psicólogo, não se cobrar caso não consigamos cumprir com alguma dessas proposições.

É importante fazer o que a gente gosta!

É muito válido tentarmos inserir nessa rotina algumas atividades que nos conectem com o tempo presente e nos deem prazer, como leitura, jogos, atividades físicas leves, uma boa alimentação, inclusive o seu preparo. Carneiro lembra que é interessante tentar manter as interações sociais, mesmo que por meio da tecnologia.

“Essa conexão com as pessoas é fundamental para ajudar a superarmos os prejuízos emocionais desse período”, aconselha.

Veja outras formas de ajudar o adolescente a manter uma boa saúde mental:

  • Ter um estilo de vida saudável: atividades físicas são uma ótima maneira de aliviar o estresse, especialmente quando aliadas à alimentação rica em nutrientes e consumo regular de água.
  • Incentivar o pensamento positivo: frases motivacionais valorizam as características positivas dos adolescentes, mostrando que com força de vontade, é possível superar dificuldades.
  • Descobrir do que gosta: existem muitas formas de gerenciar a saúde mental, e uma delas é se dedicar a paixões, como tocar violão, pintar, cantar, ou qualquer atividade que faça o adolescente se expressar e, assim, se sentir melhor.
  • Cercar-se de bons relacionamentos: estar em um círculo de pessoas que o apoiem ajuda a manter a positividade. Por isso, é importante que o adolescente esteja cercado de amigos e familiares que o incentivem a procurar ajuda e estejam abertos para ouvi-lo.
  • Diálogo franco e aberto: é essencial estar disposto a conversar e ouvir o que o filho tem a dizer, sem julgamentos. Essa é uma forma de se manter próximo e conseguir ajudar com mais assertividade.

Os comentários estão desativados.