Leitura - 4min

A importância da participação da família na vida escolar

Estreitar o relacionamento pode melhorar o rendimento escolar e a convivência social dos filhos

Escolher uma escola alinhada com os princípios em que a família acredita é um passo fundamental em direção a uma educação de qualidade. No entanto, tão importante quanto o filho frequentar uma boa instituição, é o acompanhamento dos pais na rotina e no cotidiano escolar. Essa presença é significativa tanto na primeira infância quanto no Ensino Fundamental e Médio.

É justamente depois da Educação Infantil, quando as crianças estão um pouco maiores, que os pais começam a se distanciar mais das atividades escolares. A psicopedagoga Isabel Parolin explica que à medida que os filhos crescem, os pais imaginam que eles já têm autonomia e uma leitura de mundo maior do que realmente possuem. “A presença dos pais na escola é muito positiva. Eles trazem consigo a vivência da cultura doméstica e do cenário em que a criança está inserida”, afirma.

Proximidade com a escola contribui para o desenvolvimento

Estabelecer um relacionamento de proximidade com os professores e as atividades escolares é uma solução. Desta forma, as famílias conhecem de perto e tendem a valorizar mais a presença e o papel do professor, por exemplo. Isabel lembra que o professor ocupa um papel muito especial no processo educativo, “não somente de trazer conhecimento a partir da sua especialidade, mas também de promover uma socialização que só a escola pode oferecer”, reflete.

Quando os pais estão verdadeiramente envolvidos com a escola, a tendência é de que os filhos participem com mais afinco das atividades propostas em sala de aula. Com isso, aumenta o rendimento escolar, a convivência social e o relacionamento com os professores, por exemplo.

Veja alguns benefícios do envolvimento dos pais na escola:

  1.         Melhora do aprendizado

Quando há a parceria da família com a escola, os alunos têm mais oportunidade de compartilhar o aprendizado com os pais. É importante que eles fiquem por dentro do conteúdo estudado para que, considerando a fase do desenvolvimento, incentivem a autonomia do filho, estimulando-o a ser mais responsável diante dos deveres escolares.

  1.         Proximidade

Existe um forte incentivo das escolas para que os pais não estejam presentes na escola somente em reuniões programadas ou quando há um problema. Existe um movimento que busca aproximar a relação família-escola para que os pais participem mais de projetos, atividades e até contribuam em algumas decisões. Essa relação é fundamental se pensarmos que tanto a família quanto a escola têm o mesmo propósito, de preparar os filhos e alunos para os desafios da vida.

  1.         Relacionamento social

É na escola que o aluno passa a estabelecer uma forte convivência com os demais e, a partir dessas relações, molda a sua própria personalidade e passa por um processo de autoconhecimento. Com isso, desenvolve características importantes para a vida, como respeito, disciplina e paciência.

  1.       Incentiva o dever de casa

Se responsabilizar pelo dever de casa é necessário para contribuir com o desenvolvimento do aluno. Se os pais apoiam e acompanham o filho neste sentido, esse processo se torna mais fácil e fluído. É possível os encorajar, sem realizar as tarefas por eles, incentivando, desta forma, a autonomia.

  1. Melhora da disciplina e da socialização

O envolvimento da família contribui para a boa disciplina e relações sociais dentro da escola. Se os pais estão próximos, costumam identificar quando há algum desafio ou dificuldade de relacionamento e, assim, poderão ajudar de forma mais eficiente. Estabelecer um canal de diálogo facilita com que o filho se sinta à vontade para conversar sobre todos os acontecimentos.

Noticias Relacionadas:

Outras noticias relacionadas à: Comportamento

Deixe aqui suas sugestões, elogios ou críticas