Infância

Dia Mundial do Desenhista: apps e dicas para incentivar o desenho com as crianças

Share on whatsapp Pinterest LinkedIn Tumblr

Desenhar desenvolve aspectos cognitivos das crianças e é uma forma de expressão e representação do mundo

Para as crianças, desenhar começa sempre como uma brincadeira, é lúdico antes de qualquer coisa. Além de ser uma atividade divertida, o desenho é uma forma muito importante de desenvolvimento cognitivo e expressivo, sendo um veículo de interpretação e representação do mundo. Para comemorar o Dia Mundial do Desenhista, no dia 15 de abril, preparamos algumas sugestões de como incentivar a prática do desenho em casa. Confira!

Por que o desenho é tão importante?

Na infância, desenhar ativa diferentes habilidades, como a coordenação motora, a capacidade de abstração, a imitação e também a comunicação. Para os adolescentes, a atividade ajuda na expressão, na comunicação, no desenvolvimento de capacidades que trazem segurança, autoestima, criticidade e sensibilidade, qualidades muito importantes nesta fase. 

Geralmente, os pré-adolescentes e adolescentes se distanciam dos desenhos por vários motivos, seja por novos interesses, amigos e a comparação com os outros. 

“O que precisamos é incentivá-los a encontrar o seu caminho no mundo do desenho, acolhendo as particularidades de cada um. Lembrando que desenhar também é interpretar o mundo e criar novas possibilidades e isso tem tudo a ver com essa fase”, esclarece a professora de Artes do Colégio Marista Anjo da Guarda, Ivana Lemos.

Apps para desenho

Além do bom e velho papel e lápis, existem inúmeras possibilidades de desenho digital. Muitos aplicativos gratuitos para diversas plataformas, como tablet, celular e PC, e para diferentes níveis de desenvolvimento. Temos como exemplo o Autodesk SketchBook, o app iBis Paint X, o Pics Art, o Silk Paints, entre outros. Lembrando que também existem jogos online que estimulam o desenho como o Gartic, o Quick Drawn, o Draw it e o Aggie.io.

Veja 6 dicas de como incentivar o desenho em casa:

  1. Disponibilize materiais diferentes. Se a criança ou o adolescente tem acesso aos utensílios é irresistível não experimentar. 
  2. Incentive e reconheça o esforço do seu filho. Cada criança desenvolve sua identidade gráfica, no seu tempo. O desenho fala sobre o momento que ela vive.
  3. Estimule as crianças a falarem sobre os seus desenhos. Verbalizar é uma etapa importante no desenvolvimento, assim como justificar as suas escolhas, argumentar, imaginar e narrar o que desenhou.
  4. Disponibilize referências. Livros, revistas, quadros, fotos e toda a variedade de recursos visuais podem ser um convite para despertar a vontade de desenhar. Uma música pode ser ponto de partida para uma criação. É legal evitar materiais prontos, estereotipados. Deixar a criança criar.
  5. Exponha os trabalhos do seu filho pela casa. Além de ser um reconhecimento, familiariza a criança com a visualidade e a sensação de pertencimento a partir do desenho.
  6. Desenhe junto. Experiências construídas em família não têm preço e ficam para sempre no coração e na memória da criança.

Os comentários estão desativados.