Leitura - 3min

Como a tecnologia pode ajudar os professores em sala de aula

Minecraft Education Edition traz temas atuais tradados de forma criativa e colaborativa

Falar sobre sustentabilidade é essencial nos dias de hoje. Para ampliar a compreensão sobre a importância desse tema, uma alternativa é integrá-lo ao currículo escolar com a intenção de ajudar as novas gerações a entenderem a necessidade de proteger o meio ambiente e utilizá-lo de forma adequada. Esse aprendizado pode ser trabalhado na escola de diversas formas, seja por meio de livros e materiais didáticos, trabalhos em grupo ou até mesmo lançando mão de recursos encontrados na tecnologia.

Por meio do uso de ferramentas como o Minecraft Education Edition, por exemplo, os alunos podem fazer simulações da biodiversidade, trazendo temas atuais e urgentes para um debate, de forma criativa e colaborativa. Para que esse aprendizado seja aproveitado da maneira mais adequada, o professor tem um papel essencial ao mediar o uso da tecnologia em sala de aula.

Tecnologia na sala de aula

O professor mediador incentiva que o aluno confronte as fontes de uma pesquisa, a ser crítico, olhar por outras perspectivas e simular outros resultados,

reflete a analista de tecnologia educacional da Rede Marista de Colégios, Joicilany Martins Costa.
Ela explica que a tecnologia fornece meios para amparar o professor, facilitando a mediação e dando suporte para que ele possa atuar com cada aluno em seu desenvolvimento pessoal.

Um dos projetos do Minecraft abordou um tema recente ligado ao meio ambiente: o rompimento das três barragens da Vale, em Brumadinho (MG), em janeiro de 2019. A proposta é que os alunos tenham uma visão dos impactos naturais e sociais, ampliando as discussões dentro e fora da sala de aula. Além de pesquisar, os estudantes podem simular diversas maneiras de evitar novos transtornos, apresentando em grupos como recuperar a área que sofreu o impacto.

Com recursos tecnológicos como este, é possível abordar as questões envolvendo a natureza e a sua preservação para o cotidiano dos alunos. A visão de criaturas extintas, mudanças naturais e o estudo sobre preservação dos animais e da natureza, além das mudanças climáticas, ficam mais palpáveis. A experiência nesse mundo permite aos estudantes simulações de comportamentos aliados à preservação.

É possível manipular o ambiente onde biomas em extinção, como a tartaruga-de-pente, podem voltar ao seu habitat natural, conclui a analista.

Competências desenvolvidas pelo game:

  • Colaboração: a proposta é que os estudantes possam trabalhar em equipes para resolver problemas, ou para que a classe unida supere desafios dentro do jogo, trocando experiências e criando soluções em conjunto.
  • Criatividade: as aventuras propostas pelo jogo contribuem para que os alunos desenvolvam o aspecto criativo, na medida em que precisam observar, tentar, errar e praticar.
  • Resolução de problemas: o jogo permite que o usuário fique livre para experimentar as combinações que desejar. Por isso, é comum que os estudantes fiquem determinados em alcançar os objetivos.

Noticias Relacionadas:

Outras noticias relacionadas à: Inovação na sala de aula

Deixe aqui suas sugestões, elogios ou críticas