Marista Lab

Dia Internacional do Milho: veja receitas e curiosidades

Share on whatsapp Pinterest LinkedIn Tumblr

De cuscuz a caldos e doces, o milho é um dos principais ingredientes da alimentação brasileira

Ele é amarelo, repleto de grãos, saboroso e muito apreciado, seja cozido, assado ou utilizado como ingrediente na preparação de pratos doces e salgados. O milho, um dos cereais mais usados na alimentação mundial, é tão importante que tem um dia só pra ele: o Dia Internacional do Milho, comemorado no dia 24 de abril.

Além de ser um ingrediente essencial na alimentação, o milho ainda serve como alimento para animais e na produção de energia. Os seus derivados ainda atendem a diversos ramos da indústria e a palha pode ser utilizada no artesanato. Está presente em balas de goma, chicletes, biscoitos, sorvetes, geleias e frutas cristalizadas, além de sopas desidratadas, hambúrgueres, salsichas, salames e mortadelas.

Qual a origem do milho?

Os primeiros registros do cultivo do milho datam de aproximadamente 7.000 a.C. Foram encontrados vestígios arqueológicos em sítios de pequenas ilhas próximas ao litoral do golfo do México, onde teriam sido domesticados. Seu nome, maís, de origem indígena caribenha, significa “sustento da vida”.

“O milho foi o alimento básico de várias civilizações pré-colombianas, como Maias, Astecas e Incas. Importante ao longo dos séculos, ele se espalhou por todo continente americano, do Canadá ao Chile”, explica o professor de História do Colégio Marista Criciúma, Luiz Fernando de Carlo. Os navegadores espanhóis conheceram o cereal quando chegaram à América e o levaram para Europa, África e Ásia entre os séculos 16, 17 e 18.

Quando o milho chegou ao Brasil?

No Brasil, já era plantado pelos indígenas antes mesmo da chegada dos portugueses. Mas, após a colonização, o consumo aumentou, os silvícolas ensinaram os europeus e africanos a produzir o cereal. Era produzido principalmente para alimentação das populações mais pobres, porém foi durante séculos o substituto do trigo para os colonos europeus, já que o trigo não se adequava ao clima brasileiro.

Qual a importância do milho na alimentação?

Seja o consumo in natura, para farinhas ou pratos típicos da culinária brasileira, o milho tem um papel importantíssimo na alimentação nacional. É produzido em todo território nacional, independente do clima, tornando-se uma alternativa viável para todas as classes sociais devido ao seu baixo custo, fácil disponibilidade, modo de preparo versátil, além de importantes propriedades nutricionais.

Para aproveitar ainda mais esse ingrediente, confira uma seleção de receitas com milho verde:

Cuscuz simples

  • 300 g de milharina
  • 1 copo (americano) de água
  • Sal a gosto

Preparo:

Coloque a milharina e o sal em um recipiente. Acrescente água aos poucos e mexa bem. Após a mistura, coloque tudo em uma cuscuzeira e leve ao fogo. Quando a água da cuscuzeira começar a ferver coloque em fogo baixo e deixe no vapor por 5 minutos. Sirva do modo que desejar.

Brigadeiro de milho verde 

  • 1 lata de leite condensado 
  • 1 lata de milho verde escorrida 
  • 50 g de coco ralado seco ou fresco
  • 1 colher de sopa de manteiga sem sal 

Preparo:

Bata no liquidificador o leite condensado, o milho verde escorrido e o coco ralado. Leve a mistura ao fogo com a manteiga. Mexa até desprender da panela ou até obter o ponto de brigadeiro tradicional. Depois, deixe esfriar. Modele os brigadeiros e passe no coco ralado.

Angu de milho verde

  • 7 espigas de milho verde 
  • Sal a gosto
  • Orégano
  • Cheiro verde
  • Pimenta do reino branca
  • Alho refogado
  • 1 colher de manteiga

Preparo:

Tire o milho das espigas e bata no liquidificador com um pouco de água. Passe na peneira e leve ao fogo. Coloque a colher de manteiga, o cheiro verde, o orégano, a pimenta e o alho a gosto. Acerte o sal. Mexa sem parar até começar a engrossar e ficar cremoso. Sirva num bowl e salpique mais cheiro verde para decorar. 

Pamonha de colher

  • 3 unidades de latas de milho – ou 600 gramas de milho cozido
  • 200 ml de leite ou leite de coco
  • 6 colheres de sopa de açúcar
  • 1 colher de sopa de manteiga ou margarina
  • 1 pitada de sal
  • Canela a gosto

Preparo:

Para quem deseja um creme liso, bata primeiro no liquidificador o milho e o leite. Com uma peneira coe a mistura retirando o bagaço do preparo. Depois adicione o restante dos ingredientes e bata novamente no liquidificador. Agora, se você não se importar com o bagaço, é só bater no liquidificador todos os ingredientes, simples assim!

Em ambos processos, finalize assim: em uma panela, coloque os ingredientes batidos e cozinhe em fogo médio até engrossar, por mais ou menos por 20 minutos. Apague o fogo, deixe a pamonha esfriar, distribua em copinhos pequenos e leve para gelar. Na hora de servir, polvilhe um pouco de canela.

Os comentários estão desativados.