Leitura - 3min

Ginástica Rítmica e o desenvolvimento psicomotor

Entre os benefícios estão a melhora da coordenação motora, da consciência corporal e do cognitivo, além do desenvolvimento do sistema cardiovascular e respiratório

Os movimentos fluidos e harmoniosos da ginástica rítmica encantam aos olhos, mas a prática significa muito mais do que a beleza e a força dos movimentos. Especialmente para as crianças, a atividade proporciona vários benefícios para o desenvolvimento psicomotor, ampliando a capacidade respiratória, melhorando a coordenação motora, o ritmo e a consciência corporal.

A ginástica rítmica é uma ramificação da ginástica, e combina movimentos de balé e dança por meio da utilização de aparelhos como cordas, arcos e bolas. Um dos principais objetivos é promover a expressão corporal utilizando movimentos combinados, harmônicos, sincronizados com a música e uso de aparelhos.

Compreendendo os limites

Entre as vantagens oferecidas aos praticantes está o desenvolvimento da consciência corporal por meio de movimentos como giros, saltos, balanços e aterrissagens. Conhecendo o próprio corpo, a criança passa a compreender quais são os seus limites e movimentos – que vão desde os mais simples até os mais complexos.

Para que a atividade seja vivenciada da melhor forma possível, é preciso respeitar a idade adequada e o desenvolvimento individual de cada criança.

“Inicialmente, a criança conhece seu esquema corporal, que resulta na sua percepção de espaço tempo. Depois disso, ela passa a desenvolver sua lateralidade.”

Explica o coordenador do Núcleo de Atividades Complementares do Colégio Marista Anjo da Guarda, em Curitiba (PR), Marcelo Novak.

Confira os principais benefícios da ginástica rítmica para o desenvolvimento infantil:

  • Melhora a coordenação motora: os movimentos harmônicos e a necessidade do ritmo fazem dessa modalidade uma forma de melhorar a coordenação motora, principalmente entre as crianças.
  • Melhora o equilíbrio e a consciência corporal: um dos principais ganhos com a prática da atividade, especialmente para as crianças, que estão desenvolvendo a noção de lateralidade.
  • Aumenta a força: a ginástica rítmica trabalha os músculos de forma integrada, demandando força, o que favorece o fortalecimento muscular.
  • Estimula a flexibilidade: a modalidade exige movimentos amplos, o que desenvolve grande flexibilidade corporal.
  • Incentiva a consciência de ritmos: a sincronia entre movimento e música fazem da ginástica rítmica uma ótima ferramenta de melhora da percepção de ritmos.
  • Aperfeiçoa o desenvolvimento cognitivo: criar e explorar movimentos amplia a capacidade cerebral, ajudando no bom desenvolvimento cognitivo.
  • Desenvolve o raciocínio e agilidade: a capacidade de raciocínio e agilidade é incrementada com a prática frequente da modalidade.
  • Melhora o sistema cardiovascular e respiratório: auxilia no bom funcionamento do coração, beneficiando todo o sistema cardiovascular e respiratório.

Noticias Relacionadas:

Outras noticias relacionadas à: Adolescência

Deixe aqui suas sugestões, elogios ou críticas