Palavra do Especialista

Covid-19: Por que continuar a seguir as orientações após a vacinação é tão importante?

Share on whatsapp Pinterest LinkedIn Tumblr

Até que grande parte da população esteja vacinada, é essencial continuar tomando medidas preventivas

Já se passou mais de um ano desde que os primeiros casos de Covid-19 foram detectados no Brasil e, desde então, todos nós vivemos com algum tipo de restrição. Agora, com o início da vacinação, é comum a expectativa de que tudo volte ao normal, os encontros em grupo sejam possíveis e o uso da máscara não seja mais obrigatório.

Porém, mesmo que a imunização ofereça um impacto positivo para reduzir o número de casos e a transmissão, ainda é essencial tomar medidas para proteger a si mesmo e aos outros. Ou seja, ainda não é o momento de relaxar a guarda.

“Com relação a vacinação do coronavírus, só teremos uma segurança epidemiológica a partir do momento que 70% da população estiver vacinada, até lá, não só o distanciamento, mas o uso das máscaras e a higienização das mãos é importante”, alerta o médico pediatra Victor Horácio. 

No Brasil, o grupo dos idosos, pessoas com comorbidades e algumas profissões estão sendo vacinados, fazendo com que famílias estejam parcialmente protegidas contra a doença. Por isso é tão importante manter os protocolos de higiene e distanciamento, para garantir a saúde de todos.

A importância da vacinação

A vacinação é uma das medidas de saúde pública mais eficazes que existem, evitando entre 2 a 3 milhões de mortes em todo o mundo todos os anos. As vacinas atuam estimulando nosso sistema imunológico a produzir anticorpos que nos protegem contra doenças, de uma forma segura e eficaz. 

As vacinas aprovadas até agora oferecem altos níveis de proteção. Mesmo assim, até que grandes proporções da população sejam vacinadas, devemos continuar a proteger uns aos outros, praticando comportamentos preventivos.

Quando tudo voltará ao normal?

Ainda não há uma perspectiva para que tudo volte a ser como era antes da pandemia, por isso, é preciso ter paciência e compreender o momento em que vivemos. 

“No Brasil, pelo caminhar da vacinação, ainda teremos um tempo até pensar em medidas como a liberação do uso da máscara, como já está acontecendo nos Estados Unidos”, explica Horácio. 

Para continuar se protegendo da contaminação do coronavírus, é essencial seguir as mesmas orientações que estão sendo divulgadas desde o início da pandemia, o que inclui manter uma distância segura de outras pessoas, limitar o contato social ou físico, usar máscaras para proteger o rosto, deixar entrar ar fresco em nossas casas, lavar as mãos várias vezes ao dia, usar álcool gel e cobrir o nariz e a boca ao tossir e espirrar.

Vale lembrar:

  • Nenhuma vacina oferece 100% de proteção contra a Covid-19.
  • Quem está imunizado tem menos riscos de ter um quadro severo de Covid-19, mas pode se contaminar e transmitir a doença, por isso é importante não se descuidar.
  • Para ter efeito, a substância precisa de pelo menos 14 dias no organismo, após a segunda dose do imunizante. 
  • Sintomas como febre e dores no corpo são relativamente comuns após a vacinação e indicam que o sistema imunológico está trabalhando.

Os comentários estão desativados.