Infância

Programação para crianças: sites, apps e livros para começar

Share on whatsapp Pinterest LinkedIn Tumblr

Já não é novidade que aprender a linguagem da programação pode trazer muitos benefícios

Mesmo sem ter nenhuma experiência em programação, é possível ensinar os filhos a programar. Isso porque, hoje, existem sites, apps e livros que trazem conceitos básicos que até mesmo crianças de 5 anos podem compreender. O mais indicado, é começar com conceitos simples e, aos poucos, aperfeiçoar o aprendizado. 

Qual o benefício de aprender programação?

Além da programação em si, entrar em contato com esse universo possibilita muitos aprendizados como reconhecimento de padrões, criação de algoritmos, abstração e outras habilidades que envolvem desenvolvimento de raciocínio lógico, criatividade, resolução de problemas e autonomia. 

Essas capacidades farão diferença na infância e durante toda a vida, impactando até mesmo no preparo para o mercado de trabalho

“Isso é importante para que as crianças de hoje, no futuro sejam produtores de tecnologia, e não só consumidores, e, com isso, tenham uma visão mais crítica”, ressalta a professora de Programação do Colégio Marista Anjo da Guarda, Carin Wagner Rauth.

Como a programação pode ajudar no aprendizado?

Desde a Educação Infantil já é possível trabalhar com o ensino da programação junto com outras atividades, sem utilizar dispositivos eletrônicos. Isso é possível por meio da programação desplugada, que usa recursos lúdicos para introduzir a linguagem da programação com os pequenos. Um exemplo de atividade assim é o tabuleiro de xadrez, que pode ser usado para ensinar lateralidade, criação de rotas, resolução de problemas e, com isso, desenvolver o pensamento computacional. 

Veja dicas de apps, sites e livro para aprender programação:

Sites

Scratch

Criado pelo MIT, é fácil e intuitivo. No site, é possível programar as suas próprias estórias, jogos e animações interativos e partilhar as criações com outras pessoas.

Programaê

O projeto disponibiliza práticas pedagógicas orientadas por conteúdos e atividades de pensamento computacional, programação plugada e desplugada, robótica e narrativas digitais.

Khan Academy

É possível aprender a programar desenhos, animações e jogos usando JavaScript e ProcessingJS, ou a criar páginas Web com HTML e CSS por meio de diversos cursos oferecidos no site.

Micro:bit

Para os iniciantes, oferece guias e vídeos desde o primeiro uso até se tornar um codificador confiante, criando sua própria mágica de micro: bit. Há a facilidade de conseguir descobrir qual a ferramenta de programação certa para cada um, desde a codificação em bloco até a programação baseada em texto com Python.

Code Monkey

CodeMonkey é um ambiente divertido e educacional baseado em um jogo onde as crianças aprendem a programar sem qualquer experiência anterior. 

Apps

Grasshopper 

Foi criado para ajudar iniciantes a entrarem no mundo da programação de uma maneira fácil e divertida. 

Code Spark Academy

É ideal para crianças de 4 a 9 anos, mesmo que não alfabetizadas. Os conceitos de programação e ciência de computação são ensinados a partir de uma linguagem de programação visual, interativa e divertida.

Light-Bot 

Jogo de programação que funciona a partir de desafios. Foi criado para ensinar os conceitos mais usados em linguagem de programação para crianças, mas muitos adultos também têm baixado e se divertido aprendendo.

Code Karts

Ensina pré-programação para crianças a partir dos 4 anos. Com um visual super bacana, um carro e uma pista de corrida, os primeiros conceitos de linguagem de programação são apresentados em mais de 70 níveis na versão completa.

Livro 

“Olá, Ruby, de Linda Liukas”

Este é o livro ideal para os pequenos leitores que querem ficar por dentro da lógica da programação computacional e se divertir em uma aventura emocionante. Ao longo desta aventura ao lado de Ruby, os leitores sairão em busca de cinco cristais e, através dos obstáculos que encontrarão pelo caminho, vão conhecer os conceitos básicos da linguagem da programação computacional, o alfabeto do século XXI.

Os comentários estão desativados.