Marista Lab

Atividades físicas: dicas para mexer o esqueleto em casa

Share on whatsapp Pinterest LinkedIn Tumblr

Ginástica laboral pode ser uma ferramenta para manter a saúde física e mental de estudantes e famílias

Atividades escolares online, encontros virtuais para ver os amigos e até mesmo festas de aniversário por meio de vídeo-chamadas. Com a pandemia, o uso de computadores, tablets e celulares aumentou e, consequentemente, a frequência de atividades físicas diminuiu.

A importância das atividades físicas

De acordo com uma pesquisa indiana, desde o início do distanciamento social, as crianças passaram a ficar 2 a 3 vezes mais tempo na tela. Mas assim como cumprir com os compromissos online é importante, também é preciso lembrar que parar por um momento para mexer o corpo é essencial. Muito realizada no ambiente de trabalho, a ginástica laboral também pode ser uma ferramenta para manter a saúde física e mental.

Veja este app que lembra você de alongar e indica exercícios fáceis.

A intenção é praticar exercícios simples de alongamento que previnem as tão temidas LER (lesões por esforço repetitivo), tanto pelas mães e pais que estão trabalhando em home-office, quanto para os filhos, que acabam passando mais tempo parados ou utilizando o computador e tablet. Manter a rotina da prática regular de atividade física pode oferecer também benefícios psicológicos, como promover a sensação de bem-estar. 

Exercícios melhoram disposição para o estudo

Para evitar dores nas costas, pulsos e outros incômodos que podem surgir com a falta de atividade física, o conselho é fazer pequenas pausas no decorrer do dia para se movimentar. Isso pode fazer uma grande diferença na qualidade de vida e disposição para estudar, melhorando o bem-estar corporal.

“A flexibilidade e o alongamento podem aliviar a tensão. Também é importante fazer exercícios aeróbicos para manter uma boa circulação”, explica o professor do NAC do Colégio Marista Maringá, Felipe Refosco Yednak.

Mais algumas dicas

Entre as atividades aeróbicas mais indicadas para fazer em casa estão o polichinelo, pular corda e a corrida no lugar, que consiste em levantar braços e pernas, alternadamente, sem se deslocar. Outra prática que pode ser incorporada no cotidiano é a respiração profunda, que ajuda a relaxar ombros e pescoço e são uma forma de controlar a ansiedade.

Assista ao vídeo:

Os comentários estão desativados.